Conheça os mitos e verdades da rinite

A rinite alérgica é uma inflamação da mucosa do nariz, que provoca uma reação ao entrar em contato com substâncias que o organismo considera “estranhas”. Infelizmente, ainda circulam por aí informações incorretas relacionadas à doença. Por isso, Dra. Maura Neves otorrinolaringologista da Clinica MedPrimus São Paulo esclarece o que é mito ou verdade sobre a doença.

A rinite não tem cura.
Mito: A médica explica que existem vários tipos de rinite e algumas delas não tem cura mesmo! O maior exemplo é a rinite alérgica. Porém temos rinites de causas hormonais, ocupacionais e outras que podem ser curadas com o tratamento adequado.

Toda rinite é alérgica.
Mito. Segundo Dra. Maura Neves, existe a rinite alérgica e as rinites não alérgicas. Entre elas temos a rinite irritativo, ocupacional, gestacional rinite do idoso, dentre outras.

A rinite é hereditária.
Verdade: A rinite alérgica tem maior incidência em filhos de pais alérgicos. Se apenas um dos pais tem rinite osfilhos têm 25 a 50% de chance de ter rinite também. Se ambos têm rinite os filhos têm pelo menos 75% de chance de ter rinite alérgica.

Uma pessoa pode ter mais de um tipo de rinite.
Verdade: “Como as causas das rinites são variáveis uma pessoa pode ter rinite alérgica com alergia a pó, por exemplo, e piorar dos sintomas com variações climáticas, o que caracteriza uma rinite irritativa”. Explica a otorrinolaringologista.

A rinite pode dar coceira nos olhos.
Verdade: A rinite alérgica pode apresentar além de sintomas nasais como coriza, nariz tampado e espirros outros sintomas. A coceira pode ocorrer nas orelhas, céu da boca e olhos. A conjuntivite alérgica esta frequentemente associada a rinite alérgica.

Rinite pode virar sinusite.
Verdade: Rinite não tratada pode virar sinusite sim! A rinite é uma alteração de inflamação no nariz que quando não tratada facilita a entrada de bactérias no nariz. Esses são os principais causadores da sinusite.

A rinite só melhora com uso de remédio.
Mentira. Existem outros métodos de controle dos sintomas. Dra. Maura Neves cita os mais práticos e comuns: manter o ambiente sem poeira, trocar sempre os lençóis e fronhas, trocar cobertores por edredons que possam ser lavados mais facilmente, remover cortinas e carpetes do quarto, evitar brinquedos com pelúcia que retenham e evitar compartilhar a cama com animais de estimação.

Lavar o nariz com soro ajuda na rinite.
Verdade: A lavagem nasal ajuda na remoção de alergenos inalados. Eles são normalmente pó, ácaros e fungos que, quando dentro do nariz, causam a rinite. A lavagem com solução salina ajuda a removê-los do nariz e melhorar os sintomas da rinite.

Créditos: Clínica MEDPRIMUS

Confira matérias relacionadas: