Alergias respiratórias

Foto: Reprodução

Tosse, olhos lacrimejando constantemente, pigarro, dores de cabeça e na região que vai do nariz às bochechas podem ser sintomas de alergias (rinite, faringite e asma) que se intensificam nas baixas temperaturas, conseqüência dos dias com ar mais seco onde aumenta o índice de poluição do ar, além disso, quando a temperatura cai, saem dos armários mantas, paletós e outros agasalhos que estavam guardados há meses.

Na rinite e na asma ocorrem um processo inflamatório na mucosa (camada de pele que reveste nossos órgãos por dentro), atingindo tanto a parte nasal, como a das vias aéreas inferiores, 70% dos asmáticos podem apresentar sintomas de rinite alérgica, enquanto 30% a 50% dos riníticos desenvolvem os sintomas da asma.

Antes de tudo é bom saber o que é alergia.Trata-se de uma doença hereditária (transmitida dos pais para os filhos), relacionada ao sistema imunológico de defesa da pessoa. Pais alérgicos terão de 50% a 70% de chance de deixar essa herança para o filho. Este fator sofre influência, também, da região e do ambiente onde a pessoa vive, que podem, ou não facilitar o desencadeamento da patologia, explica a otorrinolaringologista Renata Lopes Mori.

De acordo com a médica, as alergias podem ser controladas aplicando medidas ambientais como passar pano umedecido no chão todos os dias ao invés de usar vassoura, usar capas anti-mofo em travesseiros e colchões, manter animais domésticos fora do quarto. Além disso, se deve limpar debaixo da cama e em cima dos armários, ensacar bichos de pelúcia e manter poucos brinquedos no quarto, optar por cortinas que não retenham pó e manter a casa bem arejada, aconselha a otorrino.

Ao contrário do que muita gente pensa, as crianças não são necessariamente as que mais sofrem com as alergias, pois a incidência deste mal depende do nível de reatividade de cada individuo.

Para explicar cada uma das patologias, a otorrinolaringologista Renata Lopes preparou algumas dicas de cada uma das doenças que causam doenças respiratórias.

Sintomas da Rinite: coceira no nariz, coriza, nariz entupido e muitos espirros. A intensidade dos sintomas varia de pessoa para pessoa.

Sintomas da Asma: chiado no peito, dificuldade de respirar, tosse. Na asma leve os sintomas são discretos e esporádicos, não há sintomas entre as crises. Na asma moderada os sintomas já são mais significativos: há cansaço, chiado e tosse, aparecem sintomas noturnos e prejudica o sono, atrapalha as atividades diárias (estudo, trabalho, esportes). Na asma forte, os sintomas são intensos e até diários, o sono é muito prejudicado, há muita interferência na vida escolar e profissional, as atividades físicas são limitadas.

Causas: poeira doméstica (ácaros e fungos), cheiros fortes, fumaça de cigarro, inseticidas

Portanto, a melhor medida para aliviar suas crises é evitar as causas: manter a casa arejada, evitar produtos de limpeza com cheiro forte, eliminar focos de mofo, principalmente dos armários, forrar colchões e travesseiros com capas anti-ácaro. Lavar com água quente, temperaturas maiores que 60 graus celsius, roupas de cama e roupas de inverno que ficaram guardadas durante todo o verão.

Confira matérias relacionadas: