5 dicas para melhorar seu relacionamento

Foto: Reprodução Shutterstock

Repensar e renovar o relacionamento é um tema sempre recorrente.

Decidir “juntar as escovas de dente” ou o melhor é manter um distanciamento conveniente, com cada um em sua casa ? Esse é apenas um dos inúmeros dilemas que envolvem os casais.

Certeza, temos uma apenas: todo e qualquer relacionamento está longe de ser um conto de fadas.

Confira cinco dicas do psicólogo e terapeuta de casal, Luciano Passianotto, que podem melhorar a sua relação a dois:

1. Conheça bem seu parceiro

O namoro corresponde a um período em que o casal deve se dedicar a conhecer um ao outro – inclusive os defeitos. E mesmo conhecendo os defeitos, deve-se levar em conta que outros surgirão com a convivência. A máxima “depois eu resolvo” pode levar a contrariedades no futuro, explica Passianotto. “Se um comportamento indesejado não mudou durante o período que costuma ser o de mais dedicação, será mais difícil depois”, afirma.

2. Releve os defeitos menores e preze pelo diálogo

Se algum comportamento do parceiro incomoda, é fundamental manter um diálogo aberto. “A comunicação é importante para que ambos saibam o quanto determinado comportamento afeta o outro”, explica Luciano.

Outra dica é aprender a lidar com problemas menores, pois todos temos defeitos e, sem a compreensão, nenhum tipo de relação é possível. “Nos problemas maiores deve-se discutir em busca de uma mudança de hábito, mas os menores devem também ser relevados para evitar um clima de eterna tensão”, avalia o psicólogo.

3. Mantenha o equilíbrio na vida social

No casos dos casais que moram juntos, receber amigos em casa, sair com colegas de trabalho e tudo que envolve a vida social não deve ser excluído, mas é conveniente encontrar um equilíbrio, para que ambos fiquem satisfeitos.

“A vida social é importante, mas deve ser gerenciada de forma a trazer prazer para ambos”, afirma Luciano. “O importante é manter um equilíbrio”, completa.

4. Excesso de intimidade não é problema

Com o avanço do relacionamento, alguns começam a fantasiar que o excesso de intimidade estraga a relação, pois dificulta a possibilidade de descobrir o outro. Isso nem sempre é verdade, segundo o psicólogo. “O casal pode sim conseguir satisfação sentimental e principalmente sexual sendo muito íntimos”, diz Luciano.

5. Não transforme a paixão numa obrigação

A paixão é fundamental para todos os casais, mas encará-la como uma obrigação irá transformá-la em mais uma tarefa, criando uma cobrança que pode prejudicar a relação.

A dica é procurar entender e respeitar o momento do seu parceiro. “Deve-se respeitar o momento de cada um, ser compreensivo quando o foco do casal deve estar em algo diferente e, principalmente, buscar sempre reinventar e revitalizar a paixão”, orienta o especialista.



Confira matérias relacionadas: