Casada há 60 anos, vovó dá dicas pro relacionamento durar

Foto: Reprodução

Já reparou que hoje em dia os relacionamentos não tão durando muita coisa? Fátima e Bonner [sem falar em Brad e Angelina =´( ] chocaram os nossos coraçõeszinhos, mas não precisa deixar de acreditar no amor, miga. A gente sabe que lá no fundo todo mundo quer alguém pra vida toda e ó: dá pra ter! É só prestar atenção nesses velhinhos aí que você tem em casa e ver como eles se tratam: é uma aula.

As duas palavrinhas mais importantes pro amor na opinião da nossa vovó

Tá curiosa pra saber o segredo da dona Josefa pra tanto amor, né? Pois muita gente por aí não vai gostar de saber haha É que o negócio não é fácil, minha gente (mas que coisa boa que é mole, né?): “Respeito e sacrifício são os elementos mais importantes. É abrir mão de muitas coisas pelo bem do casal, do convívio diário: a gente sacrifica a vontade de discutir, de querer ter razão, de ser o último a falar, entre outras coisas. Não foi fácil, mas permanecemos juntos. Os filhos cresceram, seguiram suas vidas e ficou apenas nós dois de novo. O respeito e sacrifício continuam”. E não precisa ser casado pra colocar isso em prática não, tá? No namoro mesmo a gente vê que precisa abrir mão de algumas coisas pelo bem do outro, mas ó: trata de ficar de olho pra ver se ele também tá fazendo isso por você!

Se já rolou briga feia? CLARO que sim

Sessenta anos é tempo pra caramba, mas isso tudo de anos não significa que todos eles foram feitos de flores, tá? Teve muito pegapracapá e muito pedido de desculpas na história, mas a nossa vovó do amor contou no que ela se apegou pras coisas darem certo: “Já passamos por muitas situações difíceis sim. Mas a minha fé me manteve de pé em todas elas. Se não fosse Deus, talvez não teríamos chegado até aqui”. É bem isso… tem que cuidar de si, cuidar do seu coraçãozinho individualmente e aí a gente tem força pra deixar o castelinho da relação de pé  ;) [Lembra daquela história de fazer as pazes antes de dormir? Funciona!]

TEM QUE ver o lado bom do outro, tá?

Quando rola algum estresse mais brabo, a gente tende a esquecer tudo de bom e só pensar em porque aquele ser pentelho tá irritando a gente naquele momento. Mas não é por aí que um relacionamento duradouro vai, viu? “Antonio sempre foi uma pessoa muito cabeça dura, nunca foi mole lidar com ele. Mas admiro o esforço dele em cuidar da família. Sempre foi trabalhador, dedicado e esforçado. Tudo que ele se propõe a fazer, faz bem. Dá o seu melhor”. Peraí que a gente foi ali morrer de fofura depois dessa declaração e já volta.

Fonte: Sempre Pronta

Confira matérias relacionadas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *