7 cuidados para se vestir com elegância

homem elegante
Foto: Reprodução

Se você conta com a sorte ao abrir o armário e separar a roupa que vai vestir, saiba que a marcação feminina é cerrada. De nada adianta acertar a mão em algumas situações e errar feio em outras.

Uma mãozinha dos vendedores (ou das vendedoras) das lojas de moda masculina pode tornar a missão de escolher o modelo, optar pelas cores e acertar no tamanho em tarefas mais simples. Afinal, contando com um time de peso dentro do guarda-roupa, fica mais difícil tropeçar. Longe dos especialistas no assunto, porém, combinar as peças pode virar um tormento.

Para acabar com todas as dúvidas e evitar deslizes na hora de se vestir, o Minha Vida conversou com Paulo Mattos, coordenador de produtos da VR Menswear, renomada grife que se destaca em alfaiataria clássica e contemporânea. Com as dicas exclusivas desse profissional do mundo fashion, seu sucesso ao compor uma aparência alinhada está garantido.

1. Acerte os botões
O primeiro passo para fugir da deselegância é ficar de olho nos botões da camisa. “Com uma camisa mais formal (social sem gravata), desabotoe somente o primeiro botão do pé de gola. No caso de uma camisa ou situação informal, você pode desabotoar até o segundo botão”, diz Paulo.

2. Dentro ou fora?
Camisa social de algodão com calça reta social de lã, por exemplo, deve ser usada sempre por dentro da calça. “Inclusive, este tipo de calça possui uma fitinha de silicone no cós, que ajuda a segurar a barra da camisa”. Por outro lado, “existe um grupo de camisas mais urbanas chamadas de slin-fit, mais ajustadas, em padronagens mais marcantes que as sociais clássicas e que são apropriadas para serem utilizadas para fora da calça. Podem ser usadas com calças retas, chinos ou jeans”.

3. Na medida certa
Para não comprometer todo o visual por causa de alguns centímetros a mais ou a menos nas mangas da camisa ou na barra da calça, o coordenador de produtos da VR Menswear dá a dica: “com os braços esticados lateralmente ao corpo e as mãos relaxadas, veja se a barra da camisa repousa no final do punho. A barra da calça deve encostar na linha inicial do cadarço”. Outro detalhe é o comprimento da gravata. De acordo com Paulo, para acertar no tamanho do acessório, é só notar se, após dar o nó tradicional, a ponta está alinhada logo acima do cinto. “Exceda, no máximo, um centímetro acima do cinto”.

4. Fuja dos bolsos volumosos
Além de somarem pontos negativos a qualquer produção, carteiras muito cheias, chaves e celular dentro dos bolsos traseiros ou laterais, danificam as roupas. “Para esta situação, foram criados inúmeros tipos de pastas e bolsas (laterais, envelopes) que valorizam o visual masculino. Celulares e chaves devem ser carregadas nos bolsos frontais apenas em pequenos percursos”, diz o especialista em moda.

5. Elas também aparecem
Componente importante na formação de um visual impecável, a escolha das meias, muitas vezes, passa despercebida pelo público masculino. A lição é: separe os pares brancos para serem usados apenas com tênis. Nas outras situações, “as meias pretas servem para quase todas as combinações escuras”, refere-se Paulo a cor do sapato e do costume que estiver acompanhando. Quanto ao tamanho, as ¾ ainda são as mais indicadas.

6. E o cinto?
“Parece formal demais, mas cinto, sapato e pasta ainda podem ser combinados quando forem pretos ou quando forem marrons”, ressalta Paulo. Ele diz que para o estilo social, o couro box (brilhante) é o ideal. Para o casual, cintos em couros lixados ou em cadarços coloridos ficam ótimos com o jeans ou chinos.

7. Armadilha à vista
Se não forem escolhidos cuidadosamente, os sapatos podem se destacar negativamente. Segundo Paulo, sapatos mais chiques são os de couros finos e brilhantes como o cromo alemão. Para um look mais despojado, existem inúmeras alternativas, como os sapatênis mais urbanos, outros mais arrojados com couros recortados e design moderno. “Já calçados com solados anatômicos e confortáveis, como as sandálias e os chinelos de couro são novidades e podem ser combinados com jeans e bermudas”.

Fonte: minhavida.uol.com.br

Confira matérias relacionadas: