Ginástica localizada

Foto: Reprodução

Amada pelas mulheres a ginástica localizada faz muito sucesso nas academias. Confira os benefícios e os cuidados que se deve tomar ao realizar este tipo de exercício.

Vantagens:
– Possibilita fortalecimento muscular sem hipertrofia.
– Treina a coordenação motora.
– Proporciona grande consciência corporal.

Riscos:
– Se praticada sem orientação, pode provocar lesões nos grupos musculares trabalhados, e também problemas de postura e nas articulações.

Período mínimo para fazer efeito
– As melhoras já começam a ser sentidas depois de um mês de ginástica, se o treino for feito pelo menos três vezes por semana.

Gasto calórico médio:
– O gasto calórico em uma aula de ginástica localizada é baixo, ficando em torno de 200kcal/h. Para quem quer perder peso, o ideal é combinar a ginástica localizada com algum exercício aeróbico (como a caminhada ou a bicicleta).

Quem deve fazer:
– O esporte é indicado para pessoas todas as pessoas que desejam fortalecer sua musculatura, e pode ser adaptado, com a devida orientação, para pessoas com problemas de coluna, de joelho, etc.

Precauções:
– Usar roupas leves e que facilitem os movimentos.
– Prestar toda a atenção  as posturas corretas.
– Evitar a sobrecarga sobre a musculatura.

Dicas do especialista
Quem quiser começar a ginástica localizada deve fazer uma avalação médica e ter consciência dos limites do seu corpo. Pessoas que nunca praticaram este tipo de ginástica não devem começar sozinhas, e sim com o acompanhamento de um professor de educação física.

Patrícia Bocanera
(Professora de Ginástica Localizada da Academia Runner, em São Paulo).

Fonte: www.saudenarede.com.br

Confira matérias relacionadas: