Esteira, bicicleta ou transport? Qual escolher?

Foto: Reprodução

Perder aquela gordurinha que tanto lhe incomoda pode significar mais do que escolher o primeiro aparelho de exercício aeróbico e sair suando a camisa. Transport, bicicleta e esteira, principais aparelhos aeróbicos, apresentam algumas diferenças fundamentais, que podem, inclusive, interferir na qualidade do exercício e na quantidade de caloria queimada.

“Não é o aparelho que vai fazer o gasto energético maior, é a pessoa. Depende de fatores como velocidade, carga, intensidade e freqüência cardíaca em que ela faz o exercício”, conta Giovane Salvatore, professor de Educação Física da academia Runner. Ele comenta ainda que se esses fatores forem os mesmos nos três aparelhos, a perda calórica é equivalente.

Pessoas que apresentam problemas em articulações nos membros inferiores não podem, normalmente, fazer bicicleta pelo movimento de extensão e flexão do aparelho. “O transport é o que tem o menor impacto entre os três aparelhos. Logo depois vem a esteira, mas ela apresenta uma redução do impacto em até seis vezes se comparado com o asfalto”, explica Salvatore.

Giovane salienta ainda que antes do início de qualquer atividade física é fundamental que a pessoa passe por uma avaliação médica. “É necessário uma boa avaliação para saber exatamente quais exercícios são adequados para cada pessoa”.

Apesar de parecerem exercícios fáceis e simples, a bicicleta, a esteira e o transport apresentam erros comuns de execução. “Além de casos de ritmo não proporcional com a carga, é comum a regulagem errada do banco da bicicleta e de posição corporal inadequada no transport, por exemplo”, comenta Villas Santos, educador físico da Cia Athletica.

Confira as características de cada aparelho:

Transport: É o que tem grau de dificuldade maior entre os três aparelhos, portanto a frequência cardíaca durante a execução do exercício tende a se elevar mais rapidamente. Ele apresenta ainda fadiga localizada nos membros inferiores, por forçar os músculos da perna todo o tempo.

Bicicleta: Apresenta baixo grau de dificuldade, fadiga localizada nos membros inferiores e flexão e extensão do joelho – algumas pessoas com problema no joelho não podem praticar o exercício.

Esteira: Apresenta baixo grau de dificuldade e ausência de fadiga localizada.

Serviço:
Giovane Salvatore – professor de Educação Física
www.runner.com.br

Villas Santos – educador físico
www.ciaathletica.com.br

Confira matérias relacionadas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *