Categorias


Maquiagem – Técnicas e Truques

Dicas de Maquiagem

maquiagem.jpgCorreção sob medida
Falar de correção em maquiagem não quer dizer aplicar grossas camadas de corretivo, base ou pó para mudar as feições ou disfarçar defeitos. Para ter um bom resultado, tanto a quantidade como a forma de aplicação devem ser sutis e delicadas.Passar muito produto para esconder marcas na pele, rugas ou bolsas sob os olhos, por exemplo, pode ter efeito contrário e o que está incomodando acaba aparecendo ainda mais. Manchas são os sinais mais fáceis de encobrir com corretivo, base e pó. Dica: valorize seus pontos fortes, caprichando na maquiagem dos olhos e da boca, por exemplo. Assim, você não precisa exagerar para tentar apagar o que não gosta.

NA BASE DAS BASES

Estas dicas vão ajudar a incluir a base na maquiagem do seu dia-a-dia.
Bem aplicada Cada textura de base pede um tipo de aplicação.

• Base cremosa e líquida:
Faça “pingos” em pontos estratégicos e espalhe com a ponta dos dedos ou com uma esponja macia dos centro para as laterais do rosto.

• Base em bastão:
Você pode aplicar de duas maneiras: passando o bastão diretamente sobre a pele e depois espalhando com os dedos ou com uma esponja; ou, se quiser um acabamento mais leve, aplicar o produto com a ajuda de uma esponja úmida e macia em todo o rosto.
Sem manchas Evite deixar diferenças entro o tom do rosto e o do pescoço.

• Isso acontece muito na pele bronzeada. Afinal, os filtros usados no rosto costumam bloquear mais o sol, deixando-o mais claro. Minimize esta diferença aplicando a base num tom um pouco mais escuro.

• Ao passar base cuido para não deixar uma linha divisória, principalmente no contorno dos maxilares e perto da raiz dos cabelos. Comece espalhado o produto do centro do rosto (meio do queixo, das maçãs e da testa) para as laterais. Usando apenas o excesso do produto que está na esponja, desça da parte de baixo do queixo até o pescoço. Espalhe bem a base perto das orelhas e do nariz, onde o produto fica acumulado.
Duo Base passe sempre com a esponja. Usando-a seca o efeito é mais denso. Com a esponja úmida, o resultado é mais delicado e suave.

MAIS DICAS PARA O USO DOS CORRETIVOS

• Você pode aplicar o produto de duas formas: uma é espalhando bem com os dedos. A outra é passar o corretivo (usando os dedos, o pincel ou o aplicador) e espalhar bem com uma esponja macia.

• Na pálpebra inferir aplique poucos pontos de corretivo. Depois, espalhe o produto dando leves batidinhas com a ponta dos dedos para que o corretivo não fique acumulado e marque demais. Espalhe o produto de dentro para fora.

• O corretivo também ajuda a fixar a maquiagem quando usado nas pálpebras e lábios antes de aplicar a sombra ou o batom.

• Para uniformizar a pele ao redor da boca espalhe o corretivo com as pontas dos dedos ou com uma esponja. Vá passando o produto aos poucos e espalhe bem.

• Não aplique o corretivo em grandes áreas do rosto. Lembre-se que você ainda irá aplicar outras camadas de base, pó e iluminador.

• Para disfarçar sinais que tenham volume, como espinhas e pintas, o ideal é usar o corretivo líquido espalhando delicadamente. Assim, o volume fica no tom da pele e será menos percebido.

• Prefira corretivos com tons próximos de sua pele, para não destacar ainda mais o que deveria ser disfarçado.

• Um tom avermelhado ajuda a encobrir manchas escuras, vasinhos e olheiras profundas. Use o Corretivo Camuflagem, aplicando primeiro a cor avermelhada sobre as imperfeições e, depois, o lado mais claro para uniformizar o tom da pele.

OS ERROS MAIS COMUNS

Base na dose certa

• Escolher uma base num tom diferente da sua pele.

• Em pleno verão continuar usando a mesma base que usou no inverno. Querendo ou não, sua pele sempre pega uma corzinha, mesmo que você não tenha se exposto ao sol. Faça o teste no rosto antes de se decidir pelo tom.

• Acreditar que uma camada espessa de base pode deixar sua pele linda. Não pode. Se quiser realmente camuflar cicatrizes ou marcas profundas de acne, irá precisar de uma maquiagem especial, usada em teatro e cinema.

• Tentar mudar a cor da pele. Isso pode deixar uma aparência artificial e provavelmente você vai ficar com o rosto todo manchado.

• Aplicar a base com muita força, esfregando o dedo ou esponja, e acabar retirando o corretivo. Por isso, é importante passar a base em pontinhos e espalhar com curtas batidinhas sobre o local onde tiver passado o corretivo.

PÓ PARA TODA OBRA

• Remover o corretivo e a base. Por ser o último da lista, o pó pede ainda mais delicadeza para aplicar. Senão você acaba retirando tudo o que já aplicou. O risco maior disso acontecer é com o pó compacto, que é aplicado com a esponja. Em vez de esfregar, aperte a esponja sobre a pele em cada área do rosto.

• Ficar com excesso de pó em determinadas regiões. Na hora de passar, o pó solto pode ficar acumulado no pincel largo e macio que se usa para aplicá-lo. Tire o excesso do produto do pincel soprando ou dando batidinhas no dorso da mão antes de passar.

BLUSH NO PONTO

• Errar no pincel. Se for duro ou muito reto pode manchar o rosto. Escolha um pincel bem macio, de tamanho médio, de preferência, com cerdas cortadas na diagonal, pois ajuda a passar o blush na posição certa nas maçãs.

SOMBRAS E MÁSCARAS

Foco no olhar
os olhos são pontos estratégicos do rosto. E o foco principal da maquiagem. Notícias alegres, dias tristes… ternura, raiva ou paixão… Os olhos expressam seu jeito de ver a vida a cada momento. Algumas técnicas e truques ajudam você a “falar” ainda mais claro com os olhos e realçar a força do seu olhar

Experimentar

Não tenha medo de não saber usar as várias cores das sombras ou dos lápis, ou ficar preocupada em acertar logo de cara o traço do delineador. Como em tudo, a prática será sua grande mestra. Reserve um momento para ficar em frente ao espelho brincando com as cores e com os diferentes produtos e descubra que, além daquela versão “não-tem-erro”, da sombrinha neutra e mascara preta nos cílios, existem mais opções para você ousar e inventar.

Lápis e Borracha

Xiii! Borrou? Não tem problema nenhum. É só ter mão um cotonete e o removedor de maquiagem dos olhos para apagar um traço a mais ou mesmo mudar a cor da sombra.

Preto no Branco

O jogo de claro e escuro é a base para criar uma bela maquiagem nos olhos. Os contrastes mudam conforme o efeito que você quer (veja em Os formatos dos olhos: realces e correções).; mas, como ponto de partida, comece com as cores mais claras (como bege) na parte internadas pálpebras, perto do nariz e vá escurecendo os tons (até o marrom profundo ou o preto, por exemplo), nos contos externos.

Cortina de Fumaça

A técnica do esfumaçado ou do dégradé ajuda a disfarçar os limites entre uma cor e outra de sombra e também funciona para variar o tom de uma mesma sombra. Por exemplo: com um pincel ou com um aplicador de espuma você deixa mais sombra no canto externo, que assim fica mais escuro, e dali vai esfumaçando suavemente o excesso em direção ao canto interno, deixando esta parte mais clara.

OS FORMATOS DOS OLHOS: REALCES E CORREÇÕES

A maquiagem é sua grande aliada para “levantar” olhos caídos, aumentar os pequenos ou realçar olhos fundos. Veja alguns truques

Olhos pequenos

Para dar uma sensação de que os olhos são maiores, a correção deve se concentrar na parte superior. O contorno com lápis, sombra ou delineador deve ser feito apenas junto raiz dos cílios superiores. Nada de delinear o contorno inferior, pois isso “fecha” ainda mais os olhos. Use tons de sombra mais escuros nas dobras das pálpebras e do meio delas em direção aos cantos externos. Na parte interna e no centro, aplique sombra clara. Esfumace sombra escura nos cantos externos, junto ao cílios inferiores. Varias camadas de máscara no cílios de cima e de baixo também aumentam os olhos.

Olhos caídos

Para levantar o olhar, evite delinear o contorno dos olhos, o que acaba reforçando seu formato caído. Eleve os cantos externos com um traço suave e esfumaçado (de lápis, sombra ou delineador) que vai dos cantos externos em direção s sobrancelhas. Use bastante máscara só nos cílios superiores. Um toque de sombra iluminadora bem no centro da pálpebra e logo abaixo da parte mais alto do arco das sobrancelhas faz os olhos ficarem mais abertos.

Olhos fundos

As sobrancelhas merecem atenção especial. Não as deixe grassas demais nem fios perdidos, que dão um aspecto sujo e pesado. Prefira as sombras de tons claros, inclusive nas dobras das pálpebras. Escureça suavemente os cantos externos e aplique iluminador abaixo da parte mais alta do arco das sobrancelhas. Cílios alongados ajudam a “puxar” os olhos para fora. Por isso, capriche na máscara sem deixar produto acumulado nos cílios, para não escurecer mais o visual.

HISTÓRIA DA BELEZA

A maquiagem através dos tempos
A preocupação com a beleza é tão antiga quanto a história da humanidade. A busca pelo equilíbrio e pelo belo faz parte da essência humana. Obviamente o conceito de beleza muda de cultura para cultura e de tempos em tempos. Mas as provas de que a aparência sempre foi usada como um instrumento de dominação e também como um poderoso meio de comunicação – com o mundano e com o sagrado – são claras e inequívocas através dos séculos

ANTIGUIDADE

No Egito Antigo, o formato e o contorno dos olhos e das sobrancelhas eram reforçados e alongados com uma tinta preta especial (khol), um recurso muito usado pela legendária Cleópatra. As pálpebras ganhavam cores fortes com tintas e pós extraídos de diversas plantas. Os gregos acreditavam que o belo poderia ser calculado por proporções matemáticas do corpo. Para cuidar da beleza dos nobres, uma tropa de escravos era encarregada de pentear e maquiar seus amos.

IDADE MÉDIA

No auge do poder da Igreja Católica, a mulher era reprimida em todas as suas formas de expressão e sua beleza era um dos grandes perigos a ser controlado. Para não parecerem nem um pouco sedutoras, os rostos deveriam ser pálidos e o mais inexpressivo possível. Diziam que assim a mulher manteria sua doçura e pureza.

1900
Depois de muitas idas e vindas nos padrões de beleza, chega finalmente o século 20 e com ele um ideal de refinamento e jovialidade, sem exageros. A pele deveria ser pálida, lisa, sem marcas, nem rugas ou rubor. O pó-de-arroz era o cosmético mais usado. E o rouge, considerado vulgar. Mulheres de vanguarda como Elizabeth Arden e Helena Rubinstein inauguraram cada uma, seu salão de beleza. Inspiradas por atrizes como Sarah Bernhardt e Isadora Duncan, as mulheres passam a usar cabelos mais curtos.

1920
É a década do jazz, do charleston e … da emancipação das mulheres. A liberdade consistia em parecer um pouco com o homem, daí os cabelos “ la garçon”, com corte reto e franja. Tudo é novo. Contra as formas arredondadas, sinônimos do feminino e da maternidade, as novas mulheres deveriam ser muito magras! O símbolo de beleza é Coco Chanel. Na maquiagem, surge o prático batom em bastão. Em 1925, Chanel e Jean Patou lançam a moda da pele bronzeada

1930
A chegada do facismo e a crise econômica de 1929 dissipam os ventos de liberdade que sopraram nos anos 20. as atrizes do cinema passam a ditar a moda. Mulheres fatais e altamente sedutoras, como Greta Garbo e Marlene Dietrich, tornaram-se referências de beleza – sobrancelhas depiladas, tingidas ou redesenhadas a lápis. A pele era pálida.

1940
A beleza forte da “femme fatale” e alegre da “pin-up” tenta compensar a tristeza do guerra. A maquiagem ficou carregada, com muito batom vermelho, lábios cheios e delineados e sobrancelhas bem desenhadas.

1950
Elegância acima de tudo. Depois da guerra, retornam os valores mais conservadores. A arte de ser bela e de ter a pele perfeita simbolizava o sucesso. Os olhos foram evidenciados por sombras e delineadores. O contorno dos lábios, bem desenhados. Mulheres voluptuosas, como Brigitte Bardot e Ava Gardner, tiveram seus dias de glória.

1960
A pílula foi inventada, a minissaia revolucionou a moda e o homem chegou lua. A magérrima modelo Twiggy fazia sucesso. Os olhos estavam em alta com sombras metalizadas e multicoloridas, delineadores e cílios postiços. A pele e os lábios eram claros.

1970
Na era do amor livre, do movimento hippie, tudo era permitido. Overdoses invadiram a moda, com o salto plataforma, a calça boca-de-sino. No rosto, maçãs com muito blush e sombras verde, rosa e azul. O visual era psicodélico, nem um pouco discreto. Farrah Fawcett foi um dos ícones da década.

1980
Com a emancipação, as mulheres passavam do sóbrio mundo do trabalho, com o mínimo de maquiagem, para, em outras situações, o auge da sensualidade, superproduzidas, com cabelos de pantera, unhas longas, sapatos de salto e muitas jóias e bijuterias. Na era do “over” tinha muito rímel e blush bem marcado. Os batons de cores fortes levavam uma camada extra de brilho por cima. E as sombras tinham tons pouco discretas.

1990
E vem a reação. O fim do século é marcado pelo minimalismo. Depois da explosão da cor, a moda voltou-se para um visual mais limpo e natural. A maquiagem apenas realçava alguns pontos, as cores eram neutras, sem brilho Tecnologia e técnica ensinaram as mulheres a valorizar sua própria beleza.

HOJE E AMANHÃ

A busca agora é por uma beleza completa que combine estética, estilo e atitude. Vivemos um período de liberdade de estilos. O desafio é fugir dos estereótipos e encontrar novas referencias que reflitam a imagem que cada mulher faz de si. É a valorização do autoconhecimento e, ao mesmo tempo, da convivência harmônica com todas as culturas do mundo. Valores como feminilidade, romantismo e independência trazem de volta o luxo com sutileza. O corpo é valorizado, mas agora cada um pode criar seu próprio padrão. A maquiagem esta totalmente incorporada ao cotidiano das mulheres. Estamos cada vez mais vontade com esta ferramenta divertida para nos deixar ainda mais femininas e sensuais. Agora, é a sua vez de desfrutar o lado lúdico da maquiagem e, ao mesmo tempo, reforçar sua confiança e auto-estima descobrindo as belas imagens que você pode criar em cada momento de sua vida.

Fonte: O Boticário

Confira matérias relacionadas:

Tags: bronzeado bronzeamento celulite compras criança cuidados câncer Dia das Mães Dia dos Namorados dias das mães dicas dicas de beleza doença déficit de atenção envelhecimento ginástica hidroginástica hiperatividade lingerie Moda Mãos namorados Natal Pais e Filhos Pele piscina presentes prevenção queda de cabelo Saúde saúde íntima signos Sophie Kinsella Stephenie Meyer Vacuoterapia água

Categoria Maquiagem